domingo, 30 de outubro de 2011

Quem é?


DeS
 ConfiA
            DO
     Olho Mágico!

INSTILAR RETINA, é tudo que faço!  
Perde-se na ilusão falsamente? 
INSTILAR RETINA, é tudo que Quero!
Se Auto-Orquestra no caos?
INSTILAR RETINA, é tudo que é NADA!

És cego ou possui baixo fluxo mental?
Não te vês a si próprio?

Imóvel circulo é curva reta
Ângulos em crescente distorção
É a ÓTICA.

Terrível tumor agouro e peste de olho
Horror que é de BOI, CHIFRE e SANGUE!
Te parece íngreme pensar?
Em Absoluto, pensar (In/out)
Matéria indiscritível em busca
da causa ultima das coisas. 



Ass: Raphaah Abreu 

quinta-feira, 24 de março de 2011

WTF 2


Se tudo é uma questão de ponto de vista
          Enfie teu olho no Cú
         E vá mirar o mundo!!!

Autoria: Raphaah Abreu

sábado, 19 de março de 2011

terça-feira, 30 de novembro de 2010



                      IMAGINAÇÃO.

Faculdade que permite elaborar ou evocar,no presente,
imagens mentais.Capacidade de elaborar imagens e concepções novas,
de encontrar soluções originais para problemas.Faculdade de inventar, criar, conceber.
Opinião sem fundamento,absurda.Crença, crendice, superstição.
Fantasia , devaneio, cisma.

Para Você General!

Que cala o que é pra ser dito, que é desprovido de inteligência,General,
Estúpido, tolo, parvo, Pusilânime, covarde e acometido de imbecilidade,
Perceber que Imaginar é, conceber por meio, é criar, inventar, fantasiar,idealizar.
Crer, julgar, supor.

Imaginar é um ato de Beleza,
Que tem forma, ou aparência agradável, de tudo aquilo que está em estado de perfeita harmonia.

Imaginar não é,
Um ato criminoso,
Relativo a crime,
contrário as leis sociais ou naturais.

Por isso,
senhor General,

Se toda esta informação lhe for intragável,
E pela guela não lhe descer,
E apesar de todas as palavras,
nenhuma lhe for capaz de penetrar teu viciado Coração de Pedra,
Eu apenas desejo,
que todo "decoro" do latim "Decorum",
Decência, compostura, Conveniência,
Dignidade, Honradez, Nobreza e Brio

Lhe sirva como "TROLHA"
Para que vossa excelência
Atoche em seu rabo e faça bom proveito!!!

Lembrando que "Rabo"
Vem do latim "Rapum", prolongamento da coluna vertebral de vários animais;Cauda.
A parte de trás de qualquer objeto,
As nádegas o "Ânus, latin anus anel"
Orifício do reto,
por onde são expelidas as Fezes!



Autor: Raphaah Abreu.

sábado, 6 de novembro de 2010

Controle Remoto Para O Avestruz!


Aprendi que existem milhões e milhões de formas de mudar o mundo!
E daí!?
A acessibilidade é fundamental!
E eu com isso!?
Educação, Educação e Educação!
Quem precisa disso!?
A diferença é saber questionar!
E daí?
Liberdade, Liberdade!
Perguntei!?
A sua bússola deve reatar e encontrar o fio da meada!
E daí?
Justiça pra todos, tempos de paz!
E eu com isso!?
Devemos morrer menos, sonhar mais!
E daí?
Enfrentar é a chave da questão!
E eu com isso!?
Quem Devo Matar Primeiro, Você ou Teus Filhos?
 ...


Autor: Raphaah Abreu.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Não Minta Para Os Grilos.


Celebrar as derrotas de hoje
Chorar as vitórias do amanha!

Conquistar a pulso forte retumbante
E no berço despojar velhos, crianças e corações. 

Vem criança, imediatamente vem!

“Médi o ato?”

Saúda sua bandeira filho
Nela vem gozar.

7 tiros para o alto,
Cada tiro, um retrato teu!
7 aplausos vão içar
Cada aplauso um formato de Adeus!

Juro com a mão sobre o peito
Servir e honrar!

- O café está pronto senhor!

Agora te chamam senhor, não mais menino.

Mergulho o pão sobre a xícara de sangue.

E ao entardecer
Ao som de belos passarinhos
Igual a buzinas de Amor
Penetro com injuria causo te dor
Finco em teu corpo pobre donzela
Minha bandeira proclamo!

Quantos devem espalmar testa a chão, choro e mar?


Autor: Raphaah Abreu

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

IN-PortA.




        Agora
Pouco In-porta o horário.

Se furtar atavia o atraso,
A alegoria dos corações engarrafados suga na busca!

Se o carteiro soletra a divida sem brindar o vinho,
Isto nada importa.

In-porta?
Se distraído perco o campo o raio o chão?

Que In-portância tem agora?
Tudo é conclusivo e sem ênfase!

Bem aventurados os frutos da putrefação!

Fui traído?
Pouco iN-porta agora.

Não importa se vomitas o pai nosso, E limpas a boca no amém.

Tu me amas na mesma medida?
Tens o peso e o timbre ideal?

Nada importa... 

Cá estou,
7 palmos abaixo da terra,
Abaixo da terra virando jardim,  
Contando carneirinhos pra dormir!


Autor: Raphaah Abreu.



quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Que tal criar um blog?

Brochados.



Saúde e a Cadeira de rodas!


Segurança publica e o sangue nas mãos!


Educação e pipas, um cerol de amor!


Justiça na terra dos sapos!


192 milhões de cócoras de  Amor!



Autor: Raphaah Abreu.

Disfunção eréctil!



                                                   E na hora H?


Autor: Raphaah Abreu.

Canção atolada.


Hoje tem violência?
                                            
Tem sim senhor!

Hoje tem mais abuso?

Tem sim senhor!

E o palhaço quem é?



Autor: Raphaah Abreu.

Masturbação!







                                          Será que Deus Castiga?


Autor: Raphaah Abreu.


ComUniC-AçãO.





- Telefone tá tocando,
          
  Atende, se for importante?

- Minha mãe me ensinou que é feio falar de boca                            

                           Cheia!


Autor: Raphaah Abreu.

Furmigatóriuns 2.



    
Noé -  Novo Dilúvio!
              
Mortais - Dilúvio?

Noé - É!  Só que agora é de porra!


Autor: Raphaah Abreu.

Abiscoitar.

            


Tua boca é o abismo,
          Que engole o meu no teu agora!



Autor: Raphaah Abreu.

Espelharia!






                                       Cadê sua maquilagem cadela?




Autor: Raphaah Abreu.

Helleluia!

                 



                                      Deus - No cú dos outros é Refresco né!?

                                              Diabo – Adóóóóóóóro!!!




Autor: Raphaah Abreu.

Pré- Assada.


                              
                             Oi!                                
                                                   Olá!
  
                                         5 minutos depois...
                           
                                            - Vai mete,
                                                 Com força...
                                                       vai!




Autor : Raphaah Abreu.

Carnal e Santo.


Viva a sacanagem aguda e administrada!

Preciso englobar os pentelhos.

De ultima hora eu quero endoidar tua virilha,   
Lambuzar me  das gotas que sangram teu sexo.

Do liquidificador que é meu pau,
Taco a buraco.

O acme do ato sexual,
Eu e Você, 
Satisfazer paredes bisbilhoteiras!

Bordar você de quatro.

Gozar 20 anos de aliança, em uma tarde pérfida.

Espalmada achatada Calcada.

Pisado esmagado rebentado,

Eu!






Autor : Raphaah Abreu

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Um ótImO MotivO Para se MataR!

                                        
                                
                 "NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA"







Raphaah Abreu.

domingo, 17 de outubro de 2010

Enunciar.

  
    Efeito de interligar,
Uma bala com a sua cabeça.

Não seria lindo?

A  guerra Crocita!
O  foguete é desejo.

Deus e o Diabo,
Um emaranhado de pernas,
Um sexo potencialmente nuclear, 
E eu aqui de pau duro,
Querendo gozar.

E o povo celebrando, A procissão entorpecida , pelos cadáveres quitados!

Quero os E.T.S!
Não aos Humanos.

Teu sorriso é gosma E.T
Salve os E.T.S.

Serpente em , o manto vermelho dos assassinos.

E calibrem seu humor,
Pois hoje o sino é de comédia.

E no Canil,
Ladra meu coração,
Pra que tanta cruz?


Autou: Raphaah Abreu.

Animaníacos 2.


         Filho!

É hora de crescer,
Afie tuas orelhas,
E cerre tua Boca,
Disposição,
Docilidade,
Magnânimo em ser.

E o Prêmio?

É de despontar o sol,
Notável,
Espantoso,
Quebra o mundo ao Quadrado.

Pai, e o medo?

Assegure sua calma,
Dizem que te botam retrato,
Cara bonita,
Você deitado numa esteira de metal reluzente,
Te pregam uma maçã na boca,
Você viaja sem ver o mundo se acabar.

Pai, e os gritos?

É a canela batendo de alegria,
Te salvam no dirigível!!!

  Filho!

Te Amo...

Eu, Papai Pig.


Autor: Raphaah Abreu




sábado, 16 de outubro de 2010

Animaníacos.

                                    

                                       Ouço a Lasca sendo afiada,
                                      Tá  um frio que é de estuprar.
                           
                           Lâminas se batem como dois corpos amantes
                            O fio da navalha quer a tinta do meu corpo.
                                            
                                             E aí vem o gume!                     
                               
                               Querem o coro da minha ossada,
                               E Há dois homens a minha frente.

                                          Um com porrete,
                                           Outro um facão!

                               No sufoco desse chão gelado
                                            Me despeço, 
                                             Eu, a Vaca.




Autor: Raphaah Abreu.






Inspetor.


PAI

Sua presença se resume a um carnaval.
        PAI
A avenida  é sempre enferrujada.
                   PAI
Fantasia é vil,repugnante e torpe.
                            PAI
A temática é soporífero para meus ouvidos.
                                       PAI
O samba enredo, sempre desafina,  é apto em Lanhar.

                                    E no salão PAI,

Os Arlequins são tão ou até + tristes, do que os Pierrôs.
                       


Autor: Raphaah Abreu.

UL-TRA-JA-NÚ

                                  

                 Estado de consciência em erupção
                                     Inimitável
                                 irreproduzível
                       Você é a camisa de força
                Que arrebata, inspira e entusiasma.
                       
                        És um terreno movediço
                               Que por vezes,  
                                Ligeiramente 
                                   se afasta
                               Do equilíbrio  
                  Pra encontrar um novo estado.
                                
                               Insubmissa
                              Dor e perdão.
                              
                              Obra-Prima,
              Esculpida pelo amor, tesão  e Ódio.

Autor : Raphaah Abreu.

Furmigatóriuns 1

                                                                  
                                                             O enterro do Frango.


Co có ri ri ri có.
 = Ele era um excelente músico.
Có Có ri CóÒÒÓÓÓ!
= Até o dia da canja!

             Considerações finais...
                  
                      CóCò.


Autor: Raphaah Abreu.



Fungível

     


Tem de tudo aqui.
Um bocado a servir!
Muito mais de 500 anos de história.
Canibalismo cerebral, a máquina do mundo moderno!

Encontrado morto com três balas na cabeça.

Jovem , assassinado a sangue frio
Motivo,Espancamento.

Menino de oito anos estuprado e morto.

Roubo seguido de morte na avenida Brasil.

Bala perdida  gera mais vitimas.

Pai bota fogo na mãe e assa Bebe no forno.

Criança carbonizada  encontrada em terreno baldio

Jovem escreve carta e se enforca no jardim de casa

Moça de 20 anos  esquartejada pelo namorado,
Motivo, ciúmes.

Corpos depositados no seio de iemanjá
Um mar de separação!

Encontrado na sarjeta travesti, Morto com 36 facadas.
Com prego na cabeça,irmão mata irmão.


Falência dos rins.
Falência do fígado.
Acidente de moto.
Acidente trágico mata quatro jovens.
Suicídio Aumenta.
Overdose.
Cirrose.
Depressão.
AIDS.
Câncer.
  
Falência Múltipla do Amor!

                                               FELIZ DIA DAS MÃES!!!



Autor: Raphaah Abreu.



sexta-feira, 15 de outubro de 2010

De Boca Cheia.


Locomotivas humanas  que soltam fumacinha de qualquer coisa,
Costumam ter a Orelha na ponta da Língua.

E quem vive de saliva por aí,
Perde o freio do carrossel,
E se enrosca feito cobra num Pau!

O fuxico tomou forma.

Retornam as Pedras vizinhas,
E se Estrupi-Cão,
Num fio que é de Minh-ôca.





Autor: Raphaah Abreu.

Pshihhhhhhhhh.


Quero dormir.

Assopra no Pédouvido,

Que o sono bate forte,

Feito tambor.

Assim, o olho quebra,

E a intuição é de ninar.
                            


       Raphaah Abreu                          

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Mictórium Dicionárium 3

                                                         Presidência.

1. Ato ou efeito de presidir. 2. ofício ou cargo de presidente.
3. direção, comando superintendência. 4. o poder executivo,
nos países onde o chefe de estado tem o título de presidente.
5. Palácio ou gabinete do presidente.

Pois bem, sabendo o que significa, imagino que você eleitor inteligente, astuto, sagaz, e que não cai na maré do esquecimento, irá pesar com "maturidade, do latim MATURITAS, Estado das pessoas ou das coisas que atingiram,    completo desenvolvimento; maturação. 2 Período de vida compreendido,
entre juventude e velhice", É sua a decisão.

Em todo o caso,

Para que você entenda melhor o quanto pesa a sua decisão,
vou lhe dar um exemplo: - imagine 50 baleias suadas e prontas pra virar pomada pra bunda dos seus filhos,
Imaginou?
imagine se elas "aparece - 100", no dia do seu aniversário, lambuzassem todo o seu bolo da festa e enfiassem  as velas no seu cú.
Isso é o que provavelmente vai acontecer se você votar errado, ou pior se você não votar, e pior ainda
se o seu voto for nulo.

O brasil está em processo de gestação, uma gravidez complexa,
E os pais não param de duelar, basicamente sobra pra todo mundo a pensão no começo do mês.

Quem mandou Menininho safado (A), em plena fertilidade,
Onde os hormônios estão a flor dar urnas, e os dedinhos tão sapekinhas,
Que estão a todo vapor não se aguentarem!

Empurra, Empurra com A Barriga, Emporra!

E os dedos em toque de "ejacular, lançar com força para fora de si, (certas secreções, em particular o esperma), neste caso o esperma digital".

Meu conselho é,
Lembrando que se "Conselho  que vem do latim,"Consilium",
Ou seja, Parecer, Opinião e juízo",

Fosse bom,
Ninguém dava, VENDIA!

Portanto não vou dar o meu,
Ele está a venda!

Enfim, minha vó dizia que o melhor remédio é remediar.

Para estas eleições use preservativos, preservar é a unica maneira de num futuro breve,
Não virmos a ouvir a seguinte frase:

Qual!?

Você aí, Abaixa + um pouco!

Pra que?

Pra que eu possa enfiar a minha grade Pica Presidencial no seu humilde Rabo!

Lembrando que "PRESERVAR, ( LAT. TARD. PRAESERVARE ),Proteger de algum dano futuro;
Defender, resguardar ,conservar.

Autor: Raphaah Abreu

Mictórium Dicionárium 2.

      

                      IMAGINAÇÃO.

Faculdade que permite elaborar ou evocar,no presente,
 imagens mentais. 2.Capacidade de elaborar imagens e concepções novas,
   de encontrar soluções originais para problemas. 3.Faculdade de inventar, criar, conceber.
4.Opinião sem fundamento,absurda. 5.Crença, crendice, superstição.
6.Fantasia , devaneio, cisma.

Para Você General!

Que cala o que é pra ser dito, que é desprovido de inteligência,General,
Estúpido, tolo, parvo, Pusilânime, covarde e acometido de imbecilidade,
Perceber que Imaginar é, conceber por meio, é criar, inventar, fantasiar,idealizar.
Crer, julgar, supor.

Imaginar é um ato de Beleza,
Que tem forma, ou aparência agradável, de tudo aquilo que está em estado de perfeita harmonia.

Imaginar não é,
Um ato criminoso,
Relativo a crime,
contrário as leis sociais ou naturais.

Por isso,
senhor General,

Se toda esta informação lhe for intragável,
E pela guela não lhe descer,
E apesar de todas as palavras,
nenhuma lhe for capaz de penetrar teu viciado Coração de Pedra,
Eu apenas desejo,
que todo "decoro" do latim "Decorum",
Decência, compostura, Conveniência,
Dignidade, Honradez, Nobreza e Brio

Lhe sirva como "TROLHA"
Para que vossa excelência
Atoche em seu rabo e faça bom proveito!!!

Lembrando que "Rabo"
Vem do latim "Rapum", prolongamento da coluna vertebral de vários animais;Cauda.
A parte de trás de qualquer objeto,
As nádegas o "Ânus, latin anus anel"
Orifício do reto,
por onde são expelidas as Fezes!



Autor: Raphaah Abreu.

Mictórium Dicionárium.

                    Exterminar.
         Destruir com mortandade fazer desaparecer,
                   Acabar com ;
           extirpar.
.Por fora de ;
   Expulsar, Banir.

Estou órfão,
Quer me adotar?




Raphaah Abreu
  

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Férra-dura.





  A Língua sofre na ponte o desespero da pedra enrolada no pescoço!

                                   A Língua escorre,

                              Enquanto o corpo despi.

                                A Língua explora,

                                   A alma tece!

                             A Língua implora,
                  
                      Entretanto, o osso esbugalha.

                              A Língua é fé,

                        A mente uma tormenta?

                             A Língua quer,

                        O cinismo adormece!

                         A Língua jorra,

                   O Homem o desperdício...

                  A Língua ao final de tudo,

                     Ao soluço do agora.

                   A Língua Esperneia calada,

                   A dor adora publicidade!

                       A Língua  morre,

                A idéia saliva eternamente!

                     E ao final de tudo,
          
               A Língua até tinha razão.

                A Língua É criança,

                  É Fator Emoção!



Raphaah Abreu

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Re-tra-to




Enquanto isso,
O rebento nasce atrevido.

Desperta sua mãe com salpicados sorrisos,
Cai feito balão,
Em nostalgia  dos primeiros anos.

Nisso o riso se perdeu,
A festa foi de adeus,
Preparando a despedida em canção de glória.

Vamos decorar a praça,
A calunga hoje tem vela.

E por baixo de toda a terra,
Veste-se agora a fantasia da solidão.

E nos braços da paz,
Descansa teu coração.




Raphaah Abreu


OSÊIS POR MEIA DÚZIA.

Esses dias, vi um bucado de gente,
De boca aberta,
Espremendo os olhos,
pra ver  o palhaço na corda bamba.

Lá o palhaço, afunilando as idéias,
tomou formas mil.

Com os dentes  amarelados,
E fala humilde,
Feito fumo de corda.

Quando vi aquele  bucadu de gente,
 virar um trabuco de coisa,
Cuspindo pedra,
No pobre palhaço.

De dente amarelo, nem gritou de vergonha,
Humilhado suplicou piedade,
Claro que ninguém espichou o ouvido,
E feito martelo,
A massa bateu!

O prego fincou,
Pregou aflição,
E de mal gargalhou,
Em vez de chorar a própria tragédia.

Tudo porque ele  disse não.

Só porque ele resolveu que o não,
 seria o sim do dia!



Raphaah Abreu

BRASIL Dos MULÉQUES.


Meninos do  vermelho,
Do amarelo meninos,
Do verde, meninos do verde,
Um Brasil de muleques!

Menino ficou verde,
Foi fome, será?
Foi tapa, talvez?
A  pressão, será?
E  vamos botar fogo nessa gordura!

Menino deixou o fulano amarelo,
Amarelo, fulano se mijou,
Se mijou e foi chorar.
Foi pai de família, será?
Será que foi?

Ciclano torto ?
Será que foi ele?
Será?
Foi  o beltrano!
Algum foi o dano.

Ligação anônima?
Aplausos de farda prestativa!

De fogo na mão, será?
A bala comendo, pelas beiradas, será?

O dedo, deslizou!
A arma, praguejou!
O sóbrio camarada!
Foi se uma vida desgraçada!

O sangue interrompeu, alma entrou em trauma.

O dia tá bonito né?
E como não!

Menino com peito vermelho,
Aberto em chamas,o peito,
Com sangue aglomerado feito alegoria de carnaval.

Tá quente hoje, não tá?

Escorre em segredo,
Vista boa, é vista grossa!
De orgulho aplaude a sociedade.


E o silêncio, já pelas eiras do moinho,
Engole mais,
Nossos  Meninos do Brasil!




Raphaah Abreu

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Portão 1

Penso que todos nós devemos estabelecer um norte,uma meta,um grande objetivo!!!
O meu foi querer passo a passo,atingir e continuar atingindo o máximo de conhecimento em minha área.
Estendendo as reflexões,acredito que nada é nosso,tudo é troca,caminho,passagem e soma.
então porque represar dentro da gente  aquilo que nos foi outorgado pelo universo que é sábio.
Algumas vezes exaurido por ter de lutar contra os embates das marés
outras vezes realizado nesta jornada!
Porque a vida é travessia
Nunca chegada
Atravessamo-la com dignidade.


Fotografia: Julio Lobo.